________________________________________________________________________

20 de maio de 2013

Caminho Colonial do Arraial, Estrada da Anhaia e Salto Fortuna - Morretes, Paraná


Dando sequência às postagens sobre os caminhos coloniais do estado do Paraná, falaremos um pouco sobre o Caminho do Arraial, a Estrada da Anhaia e o Parque Estadual do Pau Oco.

Iniciaremos falando sobre uma localidade em Morretes, Paraná, como o nome no mínimo curioso, a "Anhaia". O bairro, que também empresta o nome a estrada, fica as margens do rio do pinto e sua colonização data do início do século XVI. Na região é possível encontrar ruínas de antigos engenhos de cana-de-açúcar. O termo “Anhaia" vem do nome de uma escrava, que viveu na região, onde amamentou os filhos do senhor do engenho. O senhor para agradecer a escrava já idosa mandou construir uma casa para a Anhaia. Com o tempo o local a onde existia a casa passou a ser chamado de "Anhaia" e "Mundo novo da Anhaia.

O acesso principal para a estrada da Anhaia é feito pela cidade de Morretes, por trecho onde foi o Caminho do Arraial.

O trajeto, transitável de carro, partindo de Morretes. pode ser observado no mapa a seguir:



Ver mapa maior


A estrada da Anhaia é parte do Caminho Colonial do Arraial, antiga ligação entre Morretes, no litoral do Paraná, e São José dos Pinhais, no planalto de Curitiba. Foi a primeira e a principal via de comunicação entre essas duas localidades. Partes de seu traçado original deu lugar a atual BR 277.

O Caminho do Arraial, assim como o Itupava, a Graciosa, o Ambrósios, a picada do Cristovão, o Viamão, bem como os "Peabirus", e diversos outros caminhos coloniais, principalmente no Sul e no Sudeste do Brasil, foram originados de antigas trilhas indígenas, a maioria delas pré-cabralinas.

Conforme os dados históricos, a região do caminho do Arraial no litoral do Paraná (Rio do Pinto) foi explorado pelos colonizadores a partir do final do século XVI, por volta de 1578, atraídos pela mineração de ouro. O caminho a partir de São José dos Pinhais, no planalto, foi aberto entre 1586 e 1590.

Na região da estrada da Anhaia há uma unidade de conservação, o Parque Estadual do Pau Oco, com área de 905 hectares, cuja a maior atração é o Salto Fortuna, uma queda d'água com cerca de 40 metros de altura. O acesso é feito por tilha bem marcada, com pouco mais de 1000 metros de extensão. No trecho final da trilha para o salto a trilha cruza com o Caminho do Arraial, por onde segue por alguns metros.

Mais informações sobre a Estrada da Anhaia, Caminho do Arraial, Parque Estadual do Pau Oco e Salto Fortuna:

Prefeitura Municipal de São José do Pinhais, Paraná - http://www.sjp.pr.gov.br/

Prefeitura Municipal de Morretes, Paraná - http://www.morretes.pr.gov.br/

Instituto Ambiental do Paraná - IAP - http://www.iap.pr.gov.br/

Bibliografia Recomendada:

MOREIRA, Julio Estrela. Caminhos das Comarcas de Curitiba e Paranaguá: até a emancipação da Província do Paraná. Curitiba: Imprensa Oficial, 1975. 3 v.

Fotografias: Ceusnei Simão, Maio de 2013

Salto Fortuna (40 metros) - Parque Estadual do Pau Oco






Caminho Colonial do Arraial





Trilha do Salto Fortuna







Capelinha Jesuíta



Rio dos Padres no início da trilha:




Conheça e preserve a natureza!

Trilha para software GPS TrackMaker (.gtm): 

Caminho para o Salto Fortuna - Morretes - PR GTM

Trilha do Salto Fortuna para GPS (.gpx): 
Caminho para o Salto Fortuna - Morretes - PR GPX

Trilha do Salto Fortuna para Google Earth (.kml): 

Caminho para o Salto Fortuna - Morretes - PR KML

Compartilhe:

Reações:

___________________________________________________________________________

Siga o blog no Google+

+

________________________________________________________________________